domingo, 25 de junho de 2017

Terra PLANA (Parte 2/4) - O verdadeiro formato do mundo

A maior prova que a Terra é plana não são as experiências realizadas tendo por base a linha do horizonte. Ou as imagens obtidas a partir de balões que atingem as camadas superiores da atmosfera. Ou as rotas de aviões comerciais. Ou os avistamentos simultâneos do Sol e da Lua Cheia em diversas partes do mundo. Mas a Bíblia. O relato da criação nos dois primeiros capítulos do Gênesis se enquadram melhor e perfeitamente em uma Terra Plana do que em um planeta esférico. Iremos aqui mostrar vídeos, depoimentos e matérias que afirmam ser a Terra plana. Iremos discuti-los em suas implicações nos mínimos detalhes. Não iremos convencer ninguém, porque a verdade por si só convencerá a toda consciência de mente e coração abertos.




É sabido que as elites econômicas, políticas, militares e até mesmo religiosas detiveram e ainda detém o CONTROLE do conhecimento humano nas mais diversas áreas, principalmente na área de Tecnologia. Um exemplo disso é a NASA que é uma espécie de guardiã do conhecimento astrônomico do universo, e parece que tudo que eles dizem tem quer ser obrigatoriamente aceito como VERDADE. Está claro que isso é uma forma de controle sobre a sociedade, a partir do momento que se diz o que é verdade e o que não é. Por muitos anos o Vaticano controlou os melhores e maiores observatórios astronômicos do mundo. Hoje ainda é assim. Exemplo é o observatório binocular apelidado de LÚCIFER, uma parceria entre o Vaticano e a NASA. Esse observatório é único em sua atividade. Porque tanto interesse da Igreja Católica em saber o que realmente há lá fora?
A seguir um vídeo.Talvez você não concorde com os comentários de natureza religiosa contida no vídeo, mas ao que se refere ao modelo falso de universo heliocêntrico e sua gênese desde sua apresentação pelo sacerdote-astrônomo Nicolau Copérnico é bastante interessante



A Terra plana é limitada em sua borda por plataformas de gelo, que começam com paredes de grande altura que confinam as águas dos oceanos e após essas paredes uma vastidão de gelo que se estende pelo horizonte, provavelmente até alcançar os limites da abóbada celeste.
Há muitas referências bíblicas sobre esses limites, Vejamos:

Jó 22: 14 " Grossas nuvens o encobrem, de modo que não pode ver, e ele passeia em volta da abóbada do céu."
Jó 26:10 " Marcou um limite circular sobre a superfícies da águas, onde a luz e as trevas se confinam."
Provérbios 8:20 "...quando ele fixava ao mar o seu termo, para que as águas não transpassassem o seu mando, quando traçava os fundamentos da terra."
Provérbios 8:27 " Quando ele preparava os céus, aí estava eu; quando traçava um círculo sobre a face do abismo."

A Antártica não é um continente que fica no suposto pólo sul da Terra. Ela é a borda que circunda toda a Terra. Para que essa verdade ficasse guardada a sete chaves, as nações assinaram o tratado de não-exploração da Antártica em 01/12/1959, exatamente para ninguém descobrir o que há lá de fato. Somente as explorações oficiais é que são permitidas na Antártica.


As estrelas  não são exatamente aquilo que nos disseram ou ensinaram. Não são bolas de fogo penduradas no espaço cósmico a milhões ou bilhões de Km da Terra. São corpos celestes relativamente pequenos, posicionados no teto da abóbada celeste, imersos no oceano acima do firmamento. Todas elas, com exceção da Estrela-Polar, giram ao redor da superfície plana da Terra. É por isso que ao longo de milhares de anos as estrelas não mudaram de posição. As constelações são as mesmas. O que vemos nos céus é A MESMA COISA vista pelo nossos antepassados. Se a Terra girasse ao redor do Sol, e o Sol por sua vez girasse ao redor do centro da galáxia, e a galáxia estivesse se afastando das outras, as constelações e toda configuração de estrelas mudaria nos céus de tempos em tempos. Mas suas posições nunca mudam.
O brilho ou o piscar das estrelas é um fenômeno provocado pelo movimento das águas superiores a redor das mesmas, gerando um efeito luminoso com coloração e frequência próprias. Cada estrela tem sua própria "dança" no conjunto celestial. Cada estrela já tem um nome dado por Deus. Cada estrela tem uma forma. Cada estrela é única. Esse conjunto de características é como se fosse sua assinatura digital.
Planetas são um tipo especial de estrela. Corpos celestes que tem sua própria trajetória. No passado se diziam que eram estrelas ERRANTES, ou seja, que não seguiam o mesmo curso das demais. Por isso, a palavra PLANETA quer dizer "estrela sem rumo".  Mas isso falaremos em outro vídeo.
Curta as imagens reais das estrelas. Esqueçam as estrelas feitas no computador pelas agências aeroespaciais dos governos.


Os planetas não são também aquilo que se pensa sobre eles, conforme nos ensinaram, melhor dizendo, nos enganaram.Tal qual as estrelas são corpos celestes próximos a superfície plana da Terra. Tem forma, brilho e frequência próprias. Na verdade planetas é um tipo de estrela que tem seu próprio caminho no conjunto celeste. Você poderá atestar por si só essa verdade. Adquira uma câmera no padrão da NIKON P900 e observe estrelas e planetas. Ficará impressionado ao verificar que se trata do mesmo tipo de corpo celeste. E todos eles parecem estar nitidamente imersos em ÁGUA. E verdadeiramente é água. Gênesis 1:7 afirma que houve separação entre as águas de baixo (oceanos) e águas de cima, aquelas situadas além (acima) do firmamento. Infelizmente, esse detalhe nunca é levado em consideração quando lemos as escrituras. Passa despercebido.Isso acontece porque nossa mente já está completamente condicionada com a idéia de planetas esféricos e espaço sideral além dos céus. Portanto, é muito difícil aceitar a idéia de que no lugar do espaço cósmico frio e escuro exista apenas ÁGUA e trevas, os elementos que existiam antes das coisas que conhecemos  serem criadas por Deus. (Gênesis 1:1-2).



Na verdade só existem 05 estrelas ERRANTES conhecidas (chamadas de planetas):  Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter e Saturno. Podem ser visíveis a olho nú ou com auxílio de lunetas e telescópios comuns. A Terra não é um planeta é um Plano ou Reino.  Urano, Netuno e Plutão não podem ser ainda considerados estrelas errantes. Até mesmo no heliocentrismo e na ciência astronômica atual a classificação desses três corpos celestes ainda é duvidosa. E o Sol e a Lua são apenas luminares, ou seja, estruturas ocas que apenas  produzem luz. Nas culturas antigas o Sol e A lua eram contados como planetas ou estrelas errantes, sendo assim, o Universo conhecido teria 07 planetas, correspondentes aos sete dias da semana.



Para a Ciência Deus não existe. As teorias científicas no campo da Astronomia e Astrofísica dizem que o Universo é imensuravelmente grande. Que somos um nada no meio do Universo. Um planeta perdido no sistema solar. Um sistema perdido em uma Via-Láctea. Uma Galáxia que se move no espaço entre dezenas ou centenas de milhões, se afastando uma das outras a uma velocidade espantosa. Francamente, nada disso tem sentido.
Não tem sentido afirmar que a vida é obra do acaso, formada ao longo de bilhões de anos, cuja matéria prima basicamente foi poeira e gás estelar. Tudo isso para afastar DEUS da criação e de tudo que existe.
Ao contrário. Você é importante. O homem foi criado a imagem e semelhança de Deus. E Deus criou um lugar especial e maravilhoso chamado Terra. Não um planeta esférico, um cisco no Universo. Mas um lugar maravilhoso, que é um dos centros da criação de Deus.
A vida e o Universo não pode ser expresso por expressões matemáticas de cálculo avançado. Todo tratamento acadêmico que tenta reduzir a existência em todos os seus aspectos a fórmulas e cálculos não passa de vaidade intelectual.
Porque o homem prefere acreditar mais em enunciados matemáticos como verdade do que se render e reconhecer que todas as coisas foram criadas por Deus? Como nem tudo pode ser explicado por equações ou por lógica racional, modelos e teorias são "montadas" para dar sentido aquilo que nem eles mesmo entendem. Teorias que nunca poderão ser provadas. Enunciados que nunca passarão do papel. MAS A MAIORIA DAS PESSOAS ACEITAM COMO VERDADE OU POSSIBILIDADE DE VERDADE. Não porque elas pensaram e chegaram a conclusão de que devem aceitar, mas porque o sistema impões a elas que aceitem. Simplesmente tudo acaba sendo imposto.




Filmagens da Terra PLANA. Só assistam.......... Que Maravilha!




Foi nos ensinado que o Sol é uma estrela de 5º grandeza. Formado de 74% de Hidrogênio e 24 % de gás Hélio com traços de outros elementos químicos. Que queima combustível gerando energia através da conversão em Hidrogênio em Hélio. Que ele gira ao redor da Via-Láctea e que todos os planetas giram ao seu redor As imagens que vemos do sol em sua maioria são feitas por computador no formato CGI (Computer-Generated-Imagery), ou seja, animações feitas com computação gráfica, semelhantes aos dos jogos de vídeo-game. Esqueçam tudo isso. O Sol real não é nada disso.
Eric Dolard é um engenheiro elétrico que se dispôs a estudar o Sol de forma independente e inovadora. É considerado um precursor de Nicola Tesla, pois é reconhecidamente uma autoridade no campo da eletricidade. Ele declarou que o Sol é oco,uma espécie de conversor de outra dimensão, cuja luz e calor são apenas um efeito colateral de sua natureza, sem nada por dentro. Não queima nem funde coisa alguma. Não se conhece até agora a essência do Sol e de como realmente ele funciona. Sua visibilidade e calor é apenas uma reação ao contato com da nossa atmosfera. Se não houvesse atmosfera não veríamos nem sentiríamos o calor do Sol




A borda gelada da Terra. Inicialmente tem-se um paredão de algumas dezenas de metros, depois vem uma plataforma de gelo que pode se extender até por centenas de quilômetros. E, finalmente,  no horizonte os limites do DOMO ou da Cúpula Celeste.


Foi nos ensinado que a Lua é um corpo rochoso distante 384.400 km da Terra e que orbita nosso planeta tal qual a Terra orbita o Sol. E que também reflete a lua do Sol iluminando a Terra. E um monte de baboseiras. A verdade é que a Lua não é um objeto sólido, que possa ser tocado ou que algo ou alguém possa pousar em sua superfície. Ela é translúcida, ou seja, não é transparente mas podemos ver objetos atrás dela. A prova é que durante o dia a parte não visível da Lua tem a mesma coloração do céu ao redor. Se o céu estiver azul a lua em sua parte não visível será azul. Se o dia estiver cinza, então a Lua terá coloração cinza. Isso não pode ser negado, pois é o que todo mundo vê, até mesmo a olho descoberto.
A Lua é um dos grandes luminares que Deus colocou no firmamento. É apenas uma fonte de luz que carrega e descarrega em intervalos de tempos precisos. São esses períodos de carregamento que determinam suas fases. Quando a Lua está totalmente carregada a sua superfície ou invólucro se parece com uma superfície porosa, cheias de protuberâncias e crateras, de aspecto rochoso.
A lua NÃO REFLETE a luz do Sol. Ela tem luz própria, ao contrário do que nos ensinaram, se não fosse assim não seria um luminar e a Bíblia estaria mentindo. O interessante é que a natureza da luz lunar é diferente da luz solar. Enquanto a luz do Sol gera calor, a luz da Lua absorve calor. Em outras palavras: enquanto o Sol aquece, a Lua resfria. Que maravilha! A sabedoria de Deus é INIGUALÁVEL. Experiências realizadas com termômetros a laser comprovaram a natureza fria da luz do luar.
Essas verdades lançam por terra uma das maiores farsas da humanidade: A IDA DO HOMEM À LUA. Hoje, uma boa parte das pessoas já não crer mais nessa fajuta história, porque não há nada oculto nessa vida que um dia não seja revelado.



Esqueça tudo o que o Sistema nos ensinou e promove e descubra a Verdade


A gravidade não tem respaldo na Terra Plana. A Teoria da Gravitação Universal de Isaac Newton prevê que os corpos sofrem atração entre si. Essa força determinaria o peso das coisas. Essa mesma força seria responsável pelo movimento de órbitas de planetas e satélites naturais. Aqui já percebemos uma incongruência. Pois o peso e o movimento de gravitação dos corpos celestes obedecem a dinâmicas diferentes; portanto, era de esperar que as forças envolvidas sejam diferentes, que para cada tipo de movimento estivesse envolvida uma força de natureza adversa.Outro problema é que a Teoria Clássica de Newton não consegue resolver todos os problemas da mecânica celeste. Entra em cena a Teoria da Relatividade Geral de Albert Einstein, de modo igualmente contestável. Pois afirma que o movimento de gravitação dos corpos celestes é provocado pela deformação do espaço-tempo por um corpo maciço ao seu redor. No caso do Sol, este deformaria o espaço ao seu redor o que permitiria todos os planetas cair em órbita permanente ao seu redor. O próprio conceito de espaço-tempo é algo de natureza empírica, já que até hoje não foi possível fazer sua medição. É apenas uma grandeza conceitual. Mesmo porque espaço e tempo são intangíveis. É tentar medir o pensamento.





A GRAVIDADE existe mesmo???  (PARTE 1/2)


A GRAVIDADE existe mesmo???  (PARTE 1/2)




A gravidade não existe. Foi criada para justificar o modelo FALSO do globo terrestre


Câmeras de ação estilo GoPro vem programadas de fábrica para distorcer o horizonte. O justificativa é que isso amplia o campo de visão. Esse argumento é verdadeiro, porém isso cria a ilusão de uma curvatura que não existe na realidade. Câmeras com amplo campo de visão criam uma curvatura convexa quando o horizonte está acima da linha central e côncava quando o horizonte está abaixo da linha central. Apenas câmeras com lentes lineares mostram a realidade, mas essas raramente são usadas para filmagens em alta altitude devido ao "benefício" de capturar uma imagem mais ampla.

"O campo de visão linear capta um horizonte reto com uma perspectiva mais natural. Este modo elimina a distorção de barril (efeito olho-de-peixe) normalmente capturada pela lente grande angular da sua GoPro, sem comprometer a qualidade da imagem"



Apoie estudos científicos da Terra plana: https://apoia.se/aterraeplana
Livro: O Universo Que Não Te Apresentaram: http://aterraeplana.com/livro
Livro: Astronomia Zetética: A Terra não é um globo: http://aterraeplana.com/az (informar que fez a compra pela página "A Terra é plana")
----------------------------------------------------------------------------------------------
LISTA DE RESPOSTAS E PROVAS PRINCIPAIS:

200 provas que a Terra não é uma bola:


Experimentos que provam ZERO curvatura:

Teste de altitude prova ZERO curvatura:

Vídeo da NASA a 143km prova a Terra plana:

Vídeo de 4 horas de Terra plana sem cortes: https://www.youtube.com/watch?v=ruf9N6QYcS8

Sol e Lua cheia acima do horizonte prova a Terra plana: https://www.youtube.com/watch?v=qLuSEJPTIxo


A Estação Espacial Internacional "ao vivo" é uma farsa:


Raios crepusculares provam um Sol perto:






Não vai cair da "borda da Terra":



Meteoros, asteróides, cometas, relâmpagos e estrelas cadentes:


Provas e experimentos provando a Terra plana:

Gravidade refutada:

"Crateras" na Lua:

Sobre o mapa da Terra plana:
Heliocentrismo é adoração solar e não ciência: https://www.facebook.com/aterraeplana/photos/


Documentários:


Engano Épico: A Ascensão e Queda do Globo (documentário): https://www.facebook.com/aterraeplana/videos/671973092955341/

Terra Plana: Jesuitas e a Conspiração Global (documentário): https://www.facebook.com/aterraeplana/videos/751633238322659/

A Terra é plana! Compilação das provas. Compartilhe!
Acesse nosso site: http://aterraeplana.com




Em 373dC o imperador Valens acolheu as águas da Trácia na cidade de Constantinopla, trazida por um novo aqueduto que ainda hoje tem o seu nome. O canal de água tinha mais de 150km de comprimento e levou quase 30 anos para construir. Adições foram feitas ao sistema ao longo dos próximos 100-150 anos, deixando o comprimento total do canal de água previsto para a cidade em torno de 400km, representando uma das maiores realizações da engenharia hidráulica conhecida da antiguidade.

O trecho mais longo correu da vizinhança de Vize a Constantinople em mais de 250 quilômetros no comprimento. Esta é a linha de fonte de água mais longa conhecida do mundo antigo. Mais de 30 pontes de água de pedra e muitos quilômetros de túneis subterrâneos levaram a água da montanha para a planície no coração da cidade. Em muitos aspectos, a conclusão deste novo sistema de abastecimento de água inaugurou e confirmou a cidade como a nova capital do mundo romano. Não só atendia às necessidades diárias da população em crescimento, mas também fornecia as grandes termas, esperadas em qualquer metrópole clássica. Fora da cidade, os lembretes arqueológicos desta conquista sobrevivem nas florestas da Trácia como impressionantes aquedutos e canais de água desmoronados. Dentro das paredes foram identificadas mais de cem cisternas bizantinas, incluindo três gigantescos reservatórios ao ar livre, atestando a escala do empreendimento.

Considerando a suposta curvatura do globo, para uma extensão de 250km a água teria que subir um morro de 4900 metros e depois descer 4900 metros para chegar até seu destino. A água simplesmente desce da montanha procurando o caminho de menor resistência até o nível mais baixo sem considerar qualquer curvatura, provando mais uma vez que a Terra é plana.


=======================================================================




Jay Weidner explicando como Stanley Kubrick falsificou as filmagens do homem na lua usando uma técnica chamada em inglês de "Front Screen Projection". 
Vai ser uma serie de episodios e provavelmente toda semana terá algum vídeo novo dele explicando e mostrando também algumas simbologias dos filmes de Stanley Kubrick. 
Se você ainda acredita que o homem foi pra Lua, melhor ir tirando essa ilusão. O Homem não foi pra Lua. Tudo foi feito dentro de um estúdio. (Não podemos sair daqui), ir pra Marte também é outra mentira. 
Stanley Kubrick confessa que as imagens do homem na Lua foram feitas em estúdio. A maioria delas dirigidas por ele mesmo. Alguns dizem que esse não é o Stanley Kubrick. Mas as imagens do diretor são claras e não deixam dúvidas. Já falecido, ele pediu que somente após 15 anos de sua morte a entrevista fosse divulgada ao público. Isso é mencionado no vídeo.










Terra PLANA (Parte1/4) - O verdadeiro formato do mundo.

A maior prova que a Terra é plana não são as experiências realizadas tendo por base a linha do horizonte. Ou as imagens obtidas a partir de balões que atingem as camadas superiores da atmosfera. Ou as rotas de aviões comerciais. Ou os avistamentos simultâneos do Sol e da Lua Cheia em diversas partes do mundo. Mas a Bíblia. O relato da criação nos dois primeiros capítulos do Gênesis se enquadram melhor e perfeitamente em uma Terra Plana do que em um planeta esférico. Iremos aqui mostrar vídeos, depoimentos e matérias que afirmam ser a Terra plana. Iremos discuti-los em suas implicações nos mínimos detalhes. Não iremos convencer ninguém, porque a verdade por si só convencerá a toda consciência de quem abriu não apenas a mente mas também o coração.


A gravidade não tem respaldo na Terra Plana. A Teoria da Gravitação Universal de Isaac Newton prevê que os corpos sofrem atração entre si. Essa força determinaria o peso das coisas. Essa mesma força seria responsável pelo movimento de órbitas de planetas e satélites naturais. Aqui já percebemos uma incongruência. Pois o peso e o movimento de gravitação dos corpos celestes obedecem a dinâmicas diferentes; portanto, era de esperar que as forças envolvidas sejam diferentes, que para cada tipo de movimento estivesse envolvida uma força de natureza adversa.Outro problema é que a Teoria Clássica de Newton não consegue resolver todos os problemas da mecânica celeste. Entra em cena a Teoria da Relatividade Geral de Albert Einstein, de modo igualmente contestável. Pois afirma que o movimento de gravitação dos corpos celestes é provocado pela deformação do espaço-tempo por um corpo maciço ao seu redor. No caso do Sol, este deformaria o espaço ao seu redor o que permitiria todos os planetas cair em órbita permanente ao seu redor. O próprio conceito de espaço-tempo é algo de natureza empírica, já que até hoje não foi possível fazer sua medição. É apenas uma grandeza conceitual. Mesmo porque espaço e tempo são intangíveis. É tentar medir o pensamento.


Iremos começar nossa jornada com um vídeo que mostra que a Bíblia está repleta de passagens que mostram uma Terra Plana e maravilhosa. Se você não acredita na Bíblia ou em Deus então o vídeo será de pouco valor. "E conhecereis a Verdade e a Verdade vos libertará..."




Na Bíblia é relatado que o SOL parou quando Josué orou ao Senhor para que pudesse vencer os inimigos.  A Bíblia NÃO afirma que a TERRA PAROU, mas diz que O SOL E A LUA PARARAM, melhor ainda, o SOL RETROCEDEU. Essa é mais uma prova que não é a Terra que gira ao redor do Sol, mas que o Sol e a Lua giram ao redor da Terra. Isso derruba o sistema heliocêntrico que coloca o Sol como centro de tudo. Nesse modelo FALSO a terra gira ao redor do Sol e a Lua gira ao redor da Terra. Se fosse assim, não haveria necessidade de Deus fazer a Lua também parar, porque a questão aqui era dar mais tempo a Josué durante o dia para dizimar seus inimigos. Portanto, segurar o Sol bastaria; entretanto Sol e Lua PARARAM. Sendo assim, o modelo da Terra Plana é a verdade que durante tanto tempo foi encoberta.




O Mapa aproximado da Terra Plana. Ressaltando que esse mapa é APROXIMADO. Ainda não temos um mapa preciso que de fato mostre a proporção correta dos continentes e das distâncias.


Afirmar que a Terra é PLANA traz uma série de implicações:


Vejamos essas implicações:

1) A Gravidade não existe. apenas nas fórmulas de matemáticos e cientistas; A teoria da Gravitação Universal de Newton foi criada para justificar esse modelo. Como  tudo não podia ser explicado por essa teoria, anos mais tarde surgiu a Teoria da Relatividade de Einstein, para cobrir os espaços e interrogações deixados por Newton;

2) O sistema de Copérnico ou Heliocêntrico (criado no ano 1500) é uma MENTIRA. Além de ser uma farsa é de natureza maligna, pois coloca o SOL (Hélios= Deus-Sol) no centro e os demais planetas ( nomes de Deuses da mitolgia pagã) girando ao redor;

3) A Terra não gira ao redor do sol (translação) nem ao redor de si mesma (rotação); O experimento   Michelson-Morley  (1887) provou que a Terra é estacionária. A experiência foi repetida dezenas de vezes. Em todas elas não foi possível detectar o movimento da Terra. Michelson  ganhou o Nobel em 1907 por esse experimento;

4) Tudo que existe é o que está relatado no livro bíblico de  Gênesis: a Terra, o Sol, a Lua e as estrelas;

5) Não existem planetas, nem galáxias distantes, muito menos buracos-negros, quasares, pulsares, nebulosas, etc.;

6) Não existe espaço sideral. Tudo que vem depois do firmamento é apenas água e depois escuridão.
8) O homem NUNCA foi à lua, apesar dela estar a apenas algumas dezenas de Km acima da Terra, assim como o Sol. Ninguém não pode pousar na lua, porque ela não é um objeto sólido, mas uma apenas uma fonte de luz de natureza translúcida para iluminar a noite;

9) As estrelas não estão a milhares de anos-luz da Terra. Elas estão inseridas no cúpula do firmamento, imersas no oceano celestial e também giram por cima da Terra ao redor da Estrela Polar, a única estrela imóvel do exército celestial na cúpula do firmamento. Cada estrela brilha de um modo peculiar;

10) Satélites e Estações Espaciais Internacionais existem apenas nos programas de computação gráfica da NASA e ESA. Bem como todas as imagens da suposta Terra Esférica divulgadas ao mundo. Nada é real.




O  vídeo abaixo mostra uma Lua Cheia (100%) e ao mesmo tempo o Sol por completo se pondo no horizonte. Se a Terra fosse esférica esse vídeo só seria possível se feito sobre o pólo Norte da Terra, mas ele foi feito na região de Canudos-BA no Nordeste, próximo a linha do equador. Então sem chances da Terra ser esférica. Tal vídeo só é possível no modelo de Terra Plana. Contra as imagens não há argumentos. Além do mais a sistemática dessa ocorrência é muito bem explicada através de gráficos e confirmada pela filmagem.



 Observe que o próximo  vídeo é uma simulação que procura demonstrar com funciona as estações do ano no plano terrestre. Observe que do lado esquerdo há dois mostradores: o primeiro mostra o dia e o mês; o segundo, mostra as horas e os minutos de cada dia. Acima dos mostradores a estação do ano ao norte do Equador e abaixo dos mostradores a estação do ano abaixo da linha do Equador . A simulação cobre um ano inteiro, de JANEIRO A DEZEMBRO. Mostra que o movimento circular do Sol ora é mais próximo do centro do mapa (MAIS FECHADO); ora é mais afastado do centro do mapa (MAIS ABERTO). É exatamente essa característica do movimento do Sol que determinas as estações do ano, conforme o relato bíblico de Gênesis.


O Hubble é uma grande mentira criada pela NASA para mostrar ao mundo que tem domínio no imaginário universo que criou.
O Observatório Estratosférico Infravermelho de Astronomia (SOFIA) é um projeto conjunto da NASA e do Centro Aeroespacial Alemão para construir e manter um observatório aéreo. A NASA adjudicou o contrato para o desenvolvimento da aeronave, operação do observatório e gestão da parte americana do projeto para a Associação Universitária de Pesquisa Espacial (USRA) em 1996. O DSI (Deutsches SOFIA Institut) gerencia as partes alemãs do projeto que são principalmente ciência e telescópio relacionados. O telescópio SOFIA viu a primeira luz em 26 de maio de 2010. SOFIA é o sucessor do Kuiper Airborne Observatory.
SOFIA é baseado em um Boeing 747, avião de corpo largo que foi modificado para incluir uma porta grande na fuselagem traseira que pode ser aberta em voo para permitir o acesso do telescópio refletor ao céu. Este telescópio é projetado para observações de astronomia infravermelho na estratosfera em altitudes de cerca de 12 quilômetros (41.000 pés). A capacidade de voo de SOFIA permite que ele se eleve acima de quase todo o vapor de água na atmosfera da Terra, o que bloqueia alguns comprimentos de onda infravermelha de atingir o solo. Na altitude de cruzeiro da aeronave, 85% da faixa de infravermelho total estará disponível. A aeronave também pode viajar para quase qualquer ponto na superfície da Terra, permitindo a observação dos hemisférios norte e sul.
E você ainda acredita que existe um telescópio no espaço chamado Hubble, no formato de uma grande lata de lixo, tirando fotos dos confins do universo?
Está na hora de você cair na realidade e saber que tudo o que a NASA e suas afiliadas divulgam ao mundo é mentira.



De acordo com o modelo heliocêntrico, as estrelas, supostamente, mudam a cada 6 meses, mas não é verdade. Não há explicação para isso, porque a Terra é plana e imóvel. As estrelas são pequenas e iluminam a Terra em um circuito abaixo do firmamento (espaço interior). Como os globalistas não têm qualquer explicação para isto, eles simplesmente dizem "mudam" apenas para encobrir toda a sua ilusão. Hoje em dia, as pessoas não querem ouvir a verdade nem saber de pesquisar sobre isso porque não querem ter suas ilusões destruídas.



Esta filmagem tomada de um balão atmosférico em alta altitude definitivamente prova que a Terra é plana, o Sol pequeno e próximo.





NUNCA fomos ao espaço. O espaço sideral como nos foi ensinado simplesmente não existe. Nada sai do domo ou da cúpula que limita os céus. A principal consequência dessa verdade é que nunca fomos à Lua. Há uma postagem sobre essa farsa nesse blog
Todos os foguetes lançados e que supostamente levaram um ônibus espacial ou uma cápsula ao espaço na verdade caíram no mar. Mas a televisão somente mostra a trajetória ascendente do foguete. Quando ele começa perder altitude e vai se inclinando as imagens são cortadas. Pouco tempo depois entram imagens manipuladas pela NASA mostrando a nave já no espaço. Hoje todas a supostas imagens do espaço divulgadas pela NASA são feitas em programas de computação gráfica avançada, inclusive as imagens dos satélites,planetas, estrelas e galáxias.



Desde a idade média, o mundo científico tem estabelecido teorias como absoluta verdade quanto ao formato da terra e o seu funcionamento dentro do suposto sistema solar.
A Nasa solidificou de uma vez por todas essa idéia como verdade absoluta após tirar supostas fotos diretamente da superfície da lua.
Contudo, existem experiências científicas, décadas antes como as de Auguste Piccard, um suíço físico , inventor e explorador , conhecido por seus recordes de vôos em balão de ar quente, com o qual ele estudou a atmosfera da Terra e raios cósmicos.
Em 27 de Maio de 1931, Auguste Piccard e Paul Kipfer decolaram de Augsburg , Alemanha , e atingiu uma altitude recorde de 15.781 m
Durante a subida, a bola de alumínio começou a vazar. Eles estancaram desesperadamente com vaselina e resíduos de algodão, parando o vazamento. Na primeira meia hora o balão se atirou para cima nove milhas. Através das escotilhas, os observadores viram a Terra através de uma névoa cor de cobre e depois azulada. Parecia um disco plano com bordas viradas pra cima. No nível de dez milhas o céu aparecia um azul profundo e escuro. Com observações completas, os observadores tentaram descer, mas não conseguiram. Enquanto seus tanques de oxigênio esvaziavam, eles flutuavam sem rumo sobre a Alemanha, Áustria e Itália. O ar frio da noite contraiu o gás do balão e trouxe-os para baixo em uma geleira perto de Ober-Gurgl, Áustria, com uma hora de oxigênio de sobra."
Fonte: Popular Science Magazine
Durante este vôo, Piccard foi capaz de reunir dados substanciais na atmosfera superior , bem como medir os raios cósmicos.
Os exploradores colheram amostras do ar superior, "ar azul", como Piccard relatou que ele parecia, em cilindros. A Análise pôde provar que esse ar é excepcionalmente rico em ozônio, um gás um azul intenso, supostamente responsável pela camada da atmosfera ondas de rádio.
Piccard comprovou com seus próprios olhos que a terra é plana!
Que é rodeada por bordas viradas para cima, as geleiras da antártida que circundam a terra,
e que há águas acima do domo!!!
O mais inquietante é que a ciência ignorou seus depoimentos sobre a terra plana e a história abafou suas incríveis descobertas.
De que há um Criador Ele é o que está assentado sobre o círculo da terra, cujos moradores são para ele como gafanhotos; é ele o que estende os céus como cortina, e os desenrola como tenda, para neles habitar; Isaías 40:22
Que o céu é o Seu trono,e a terra o estrado dos meus pés... Atos 7:49
Louvai-o, céus dos céus, e as águas que estão sobre os céus. Salmos 148:4
Ele é o que edifica as suas câmaras superiores no céu, e fundou na terra o seu domo, e o que chama as águas do mar, e as derrama sobre a terra; o Senhor é o seu nome.
Amós 9:6-6





Como a Terra é plana há limites conforme se ver no mapa. Os limites são bordas de gelo que no mapa tradicional e falso da Terra esférica se confunde com a Antártica. Se você ainda nãoviu a borda da Terra, veja o vídeo e comprove por si mesmo. A Terra é Plana.



Esse vídeo é um dos mais impressionantes já feitos. Foi feito no Alaska durante o Verão ou Outono no Norte, pois nesse período do ano o Sol gira ao redor da Terra Plana segundo uma trajetória circular menor (mais fechada),permitindo assim vislumbrar a noite no horizonte de um lado (inclusive com Lua Cheia) e o dia no horizonte do lado oposto. Era só o que faltava para corroborar o modelo de Terra plana. Em um modelo de Terra esférica tal filmagem seria IMPOSSÍVEL.